Tether: tudo que você precisa saber



 

Já as criptomoedas como o Tether possuem um grande número de elementos para classificá-las como uma grande inovação e avanço da tecnologia. Também podemos encontrar alguns pontos fracos neles, como baixa escalabilidade. Apesar de tudo, a volatilidade é talvez o lado mais fraco das moedas digitais.

E é que um dia podemos ver uma criptomoeda negociando acima de 10 dólares e de repente, ela já caiu para 2, por exemplo, e depois subiu novamente para 30. É por isso que hoje vamos falar sobre o Tether, aquele que promete ser a criptomoeda mais estável do mercado.

▶ O que é Tether?

Tether é uma criptomoeda criada com o objetivo de facilitar as transações entre criptomoedas e reduzir sua volatilidade. Para isso, utiliza como estratégia a criação de uma paridade de 1 para 1 com o dólar.

Através do uso da tecnologia Blockchain, é possível fazer o Tether funcionar para transações e pagamentos. Não é necessário trocar o USDT por outra moeda virtual, pois essa moeda permite a troca direta por moeda fiduciária.

Desta forma, pode-se dizer que um Tether será igual a um dólar ou qualquer outro par de moeda fiduciária. Assim, o processo de troca de dólares por moedas virtuais ficará muito mais simples, atuando como apenas mais uma moeda convencional, com seu próprio câmbio.. Além disso, espera-se que essa moeda tenha um grande suporte em termos de pares.

Em última análise, espera-se que o Tether seja uma das maneiras mais eficientes de acabar com a instabilidade da moeda. Ter uma paridade de um para um não só reduzirá a volatilidade, mas também dará aos usuários certeza e segurança.

amarra

▶ Diferenças entre Tether e Bitcoin

  • Estabilidade: Por ter o suporte de moeda real ou fiduciária, a moeda ganha muito mais estabilidade, já que não depende de códigos e do trabalho dos usuários. Assim, evita-se a volatilidade que moedas como o Bitcoin, por exemplo, podem ter.
  • Pares: Outro ponto que você deve levar em consideração é que o Tether possui pares de todos os tipos, por exemplo, dólares ou euros. Da mesma forma, funciona como uma moeda no mercado de câmbio, estando sujeito aos preços de mercado.. No caso do Bitcoin, isso não ocorre, pois não possui paridade com as moedas reais.
  • Blockchain: O Tether, como a maioria das criptomoedas, é baseado na tecnologia Blockchain. Neste caso, descobrimos que o blockchain usado não é nosso, mas faz parte do blockchain Litecoin que usa a tecnologia mais recente e mais rápida.
  • Velocidade de transação: Graças à incorporação do Litecoin Blockchain no Tether, a velocidade das transações melhora significativamente. Isso significa que a capacidade da rede de processar operações torna-se maior, movendo mais transações em muito menos tempo.
  • comissões: Com relação às operações entre criptomoedas ou em sua carteira, o Tether não cobra comissões por isso como o Bitcoin faz.. Onde podemos encontrar custos, embora sejam baixos, é na troca de criptomoedas por moeda fiduciária. Isso torna o USDT muito mais barato de usar do que outras moedas.
  • Transparência: Para muitos, essa é uma das diferenças mais críticas quando se trata da operação do Tether. E é que, em comparação com muitas criptomoedas, O Tether fornece informações claras mensais sobre o seu balanço. Embora informações como reservas de dinheiro ainda não tenham sido reveladas quanto à sua paridade.
  • Mais token do que criptomoeda: Finalmente, você deve saber que o Tether não é realmente uma criptomoeda. Isso porque ele atua mais como uma espécie de veículo de troca nas transações, razão pela qual muitos o consideram um Token.

▶ Tecnologia como suporte 

Trabalhar, O Tether nasceu sob o Blockchain Bitcoin, o que permitiu que ele crescesse até um ponto em que exigisse maior capacidade, movendo-se para o Blockchain Litecoin. Essa mudança permitiu que ele revolucionasse a velocidade de suas transações, aumentando sua capacidade.

A conexão com o Blockchain é muito importante, pois permite realizar operações, alterações, transações e muito mais. Para se conectar, o Tether usa um software de código aberto conhecido como Omni. Este protocolo é responsável por vincular os usuários do Tether ao blockchain Litecoin.

Os tether tokens operam por meio de uma espécie de detentores ou ativos digitais, pois armazenam valores em dinheiro real. Depois de um hack sofrido por essa moeda virtual, alguns algoritmos e alterações do Scrypt que usavam o Litecoin foram introduzidos. Também foi decidido usar um Hardfork para corrigir temporariamente esse problema.

corrente

▶ Como posso obter minhas próprias amarras?

Se você deseja obter moedas Tether, saiba que a única opção é comprá-las, pois pela natureza dessas moedas não é possível explorá-las. E é que, ao não armazenar valor como tal, você não pode recebê-lo para minerar ou realizar qualquer tarefa.

Sendo relativamente popular e por seu valor como moeda de troca, Você pode encontrar o Tether em muitas casas de câmbio ou casas de câmbio, mesmo nas mais populares do mundo. Isso torna muito mais fácil obter essas moedas virtuais, basta ir, comprá-las e pronto. Além disso, eles estão disponíveis em muitos pares.

▶ Vale a pena?

Embora as informações sobre dinheiro e como o Tether é lastreado em moedas reais ainda não sejam tão claras, essa moeda parece ter alguma popularidade no mercado.. Espera-se que isso acabe com a volatilidade da moeda.

Além disso, seu desempenho como moeda de troca é muito eficiente, de modo que é provável que em breve ganhe uma relevância muito maior nos mercados globais e locais. Dessa forma, o Tether poderia se tornar uma criptomoeda relevante no mercado devido à sua paridade de 1 para 1 com a moeda fiduciária.

Anuncie conosco

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *