Ripple: tudo que você precisa saber



 

Uma das fórmulas de sucesso mais comuns no mundo dos negócios, e principalmente na tecnologia, é a união do tradicional com o novo como o Ripple fez. A operação é simples, trata-se de pegar algo que já existe, incorporar tecnologia, inovação e aprimorá-la, mantendo a sua essência.

Entre todas as criptomoedas que podemos encontrar no mercado, temos a Ripple, uma das moedas virtuais que mais tem surpreendido em termos de oferta de valor. Aqui encontramos a união do tradicional com o digital, por isso aqui contamos do que se trata.

➡O conceito de Ripple✨

Se vier no começo O Ripple nasceu como um software focado na solução de problemas de transações ou transferências de dinheiro entre bancos. Hoje, o Ripple se tornou uma plataforma que mistura a capacidade de fazer transferências bancárias tradicionais com o mundo das criptomoedas.

Para isso, o Ripple tem sua própria criptomoeda conhecida por sua abreviatura como XRP. Por meio do uso de tecnologia de criptomoeda O Ripple permite transações com menores custos operacionais e de serviço, maior agilidade e também, melhor gerenciamento de capital, tornando os processos mais eficientes.

Este sistema descentralizado opera por meio de diferentes protocolos e algoritmos junto com a tecnologia Blockchain para apoiá-lo. Isso torna as operações aqui não apenas mais simples, mas também as torna seguras. Você não terá que se preocupar com questões de hackers ou violações de segurança.

Uma das grandes vantagens que o Ripple tem sobre outros concorrentes é o fato de que esta plataforma tem experiência em dois setores. Por um lado, você tem o conhecimento de ter colaborado com o sistema bancário tradicional. Por outro lado, você tem sua própria criptomoeda e sabe como funciona o mundo virtual.

Ripple

➡Diferenças entre Ripple e Bitcoin✨

  • Aceitação do banco: Embora os bancos não gostem muito de criptomoedas, no Ripple encontramos a exceção à regra. E é que essa criptomoeda tem uma aceitação generalizada entre os bancos, o que lhe dá muito mais suporte e também valor.
  • Sistema de pagamento interbancário: Outra grande vantagem é que, devido a essa aceitação, Ripple criou um sistema de pagamento interbancário. Esta plataforma denominada Global Payments Steering Group (GPSG) permite efetuar pagamentos entre usuários de vários bancos, como Bank of America Merrill Lynch, Santander, Standard Chartered, Westpac Banking Corporation, Royal Bank of Canada ou CIBC.
  • Serviços para bancos: A Ripple goza de grande prestígio porque esta plataforma oferece diferentes soluções tecnológicas para bancos. Cada vez mais instituições confiam nesse ecossistema para reduzir o tempo de realização de suas transações. Isso não acontece com Bitcoin ou Ethereum.
  • Número de transações: O Bitcoin permite apenas um máximo de 6 operações a serem realizadas a cada segundo, por outro lado Ripple tem capacidade para realizar até 1,500 transações. Isso significa que ele é igual em capacidade a outros processadores de pagamento, como o Visa, em volume de transações.
  • Minado: Outra diferença clara que vemos é que o Ripple não aceita a mineração de sua criptomoeda XRP, isso porque a plataforma controla sua emissão. Para evitar uma inundação e desequilíbrio, Ripple é responsável por liberar uma certa quantidade de tokens para o mercado a cada mês.
  • Alianças: Por fim, você deve saber que o Ripple mantém alianças com bancos e instituições financeiras. Isso faz com que o valor da moeda, pelo menos indiretamente, aumente. Da mesma forma, você tem o respaldo de saber que esta plataforma conta com a Ok de muitos bancos internacionalmente.

➡A operação✨

Como a maioria das criptomoedas, Ripple funciona com uma cadeia de blocos ou Blockchain. Cada transação se torna um bloco que registra todas as informações dos movimentos. Depois que cada transação é confirmada, ele se junta a uma cadeia de blocos. A diferença é que o Ripple Blockchain é exclusivo para esta plataforma.

Em vez de operar com títulos, aqui vemos que a operação do Blockchain é feita por meio de IOUs, uma espécie de notas promissórias criptográficas. Um sistema conhecido como gateways de pagamento é usado para transmitir os valores reais por trás dessas notas promissórias.

Outro recurso a levar em consideração é que O Ripple opera sob um algoritmo conhecido como Ripple (denominado SHA-512) que funciona por meio de um sistema de consenso baseado em uma árvore de decisão. Este sistema agiliza a aprovação das transações ao privilegiar a moeda Ripple na sua transação com outras moedas.

Dentro da estrutura do Blockchain, é importante notar que cada um dos usuários forma um nó. Cada um dos nós se junta à rede com a principal tarefa de atuar como uma espécie de sistema de troca local.

➡Como podemos usá-los? ✨

Como já dissemos, A Ripple tem alianças com as principais instituições bancárias em todo o mundo. Visa e American Express são um exemplo perfeito, uma vez que essas empresas começaram a desenvolver métodos de pagamento baseados no Ripple Blockchain para poder usar esses tokens.

Aos poucos, o Ripple se torna uma das moedas virtuais mais aceitas para fazer pagamentos e transações. A inclusão de um sistema bancário híbrido entre as moedas tradicionais e digitais ajuda o Ripple a ser muito mais usado todos os dias. Da mesma forma, a cada ano encontramos novas alianças bancárias.

Ripple

➡ Vale a pena? ✨

Devido ao grande potencial que o Ripple possui, sem dúvida esta é uma das melhores opções do mercado. Temos uma criptomoeda que opera com seu próprio Blockchain e o que há de mais moderno em tecnologia de integração bancária e melhoria de transações.

Seu volume de transações é igual ao da Visa, assim como possui importantes alianças com bancos como American Express. Tudo isso nos dá uma visão geral do futuro promissor que o Ripple pode ter se conseguir integrar o sistema bancário tradicional com o futuro das criptomoedas e pagamentos de forma virtual baseada em Blockchain.

Anuncie conosco

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *