✔️ Informações revisadas e atualizadas em junho de 2024 por Pedro Martínez González

Se você deseja começar a investir e negociar, uma decisão importante (talvez a mais importante) é escolher um ✅ CORRETOR REGULADO ✅, não podemos enfatizar demais, pois é de vital importância. Uma corretora que gere confiança e que garanta a segurança do seu investimento é algo fundamental. Para evitar maiores transtornos, é bom contratar corretores que estejam sob a supervisão de órgãos reguladores financeiros.

órgãos reguladores

Cada órgão regulador da corretora tem suas regras e exige que os intermediários cumpram certas condições para que o investidor não seja afetado e, principalmente, para proteger os clientes. Esses órgãos são responsáveis ​​por proteger tanto o investidor quanto o dinheiro investido. Em alguns casos, é essencial que a corretora tenha liquidez para cobrir suas operações.

Vale lembrar que quanto melhor e mais séria a regulamentação, mais providências o corretor é obrigado a tomar e seguir, para proteger o cliente, o trader, ou seja, você. Negociar com um corretor regulamentado é de vital importância. 

Alguns órgãos reguladores de corretoras:

⚖️ Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV) ⚖️

✅ Este órgão regula as operações dos corretores na Espanha. É responsável pela fiscalização da atividade da Bolsa Espanhola. O seu principal objetivo é garantir a proteção dos investidores espanhóis e a transparência dos intermediários do mercado.

⚖️  Autoridade de Conduta Financeira (FCA⚖️

✅ Considera-se que uma corretora regulada por este prestigioso órgão oferece confiança e muita segurança ao investidor. Ela está sediada no Reino Unido e seu objetivo é manter o bom funcionamento dos mercados e proteger os investidores, os mercados financeiros e as empresas intermediárias que supervisionam.

Em nossa opinião, é um dos reguladores mais respeitados do mundo. Provavelmente, em conjunto com a SEC, BaFIN e alguns outros reguladores, está entre os melhores reguladores que existem.

⚖️ Comissão de Valores Mobiliários do Chipre (CySEC⚖️

✅ Órgão regulador das corretoras sediado no Chipre, cujo objetivo é garantir a legalidade e segurança das operações realizadas nos mercados de investimento e proteger o investidor. CySEC é a entidade responsável por garantir o bom funcionamento da Bolsa de Valores de Chipre.

Recebe pedidos e é responsável por conceder e revogar licenças de funcionamento e impor sanções quando necessário. Supervisiona e protege as transações e valores mobiliários dos investidores.

Para nós, a CySEC está em uma área cinzenta, por ser uma regulamentação europeia, deveria ser séria e boa, mas ao mesmo tempo, muitos corretores regulamentados pela CySEC deixaram muitos clientes insatisfeitos. E, nesses casos, a CySEC fez muito pouco, em nossa opinião, para proteger esses clientes insatisfeitos.

⚖️ Comissão Internacional de Serviços Financeiros (IFSC) ⚖️

✅ Organismo governamental localizado em Belize, que tem como objetivo conceder licenças de operação a corretores que possam verificar sua legalidade e oferecer segurança aos investidores. As empresas que fornecem serviços financeiros devem obedecer a um código de conduta para melhorar esses serviços. 

Este regulador é muito mais relaxado e menos seguro do que, por exemplo, o FCA.

⚖️ Comissão Australiana de Valores Mobiliários e Investimentos (ASIC) ⚖️

✅ Este órgão regulador visa melhorar o funcionamento do sistema financeiro e promover a participação dos investidores. Encarregado de fazer cumprir e regulamentar as leis de empresas e serviços financeiros, mercados e serviços prestados pelo setor financeiro, para proteger os consumidores, investidores e credores australianos.

É um regulador que acreditamos, não é dos melhores, nem dos piores. Realmente regular, nunca diríamos que é um dos melhores ou mais rigorosos reguladores.

⚖️ Agência de Serviços Financeiros (FSA) ⚖️

✅ Principal órgão regulador do Japão, com sede em Tóquio, tem como objetivo melhorar o funcionamento do sistema financeiro e promover a participação de investidores. Ele é responsável pela estabilidade do sistema financeiro do Japão e é responsável pelo controle da investigação e análise sobre os riscos comuns a ele inerentes.

Esta entidade reguladora tem o poder de impor penas que vão desde a limitação das operações, até penas de prisão para os responsáveis ​​por irregularidades. É, sem dúvida, um dos melhores e mais rígidos reguladores do mundo.

Sobre o autor: Pedro Martinez Gonzalez

Vou contar um pouco sobre mim! Sou analista financeiro e economista com mestrado em finanças.
Sobre meus estudos: Estudei na Universidade de Salamanca para uma Licenciatura em Economia e depois fiz um mestrado em Finanças em Madrid.
Você quer mais informações? Você pode ler mais sobre mim aqui na minha biografia.

2 comentários sobre «Órgãos reguladores - reguladores»

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *