Chartismo: Como interpretar gráficos financeiros? 📊




Anuncie conosco

Um dos segredos para ter sucesso em finanças é o cartismo. E é que as estatísticas e os números podem ser seus melhores aliados, se você souber como lê-los e como tirar conclusões deles. Pelo menos é assim que os especialistas colocam.

Para entender melhor os gráficos financeiros, você deve aprender a interpretá-los, uma vez que não costumam vir na forma de conclusões. É por isso que aqui vamos lhe dizer como interpretar gráficos financeiros que o ajudará a melhorar suas decisões ao investir no mercado de ações ou Trading.

✨ Chartism

Vindo da palavra inglesa, Chart, Chartism pode ser dito para é a técnica ou método para interpretar gráficos e quadrados com dados financeiros. Embora essa palavra não seja muito comum, pelo menos não na gíria popular, é um método sólido e bem definido.

Este sistema de análise gráfica permite interpretar e saber os preços de um ativo com precisão. A utilização do cartismo permite-nos analisar com precisão as oscilações dos mercados, bem como a forma como os ativos mudam de valor.

cartismo

 

✨ Ponto um para analisar: Tendências

A tendência é um movimento para baixo ou para cima que une pelo menos dois pontos e pode servir de referência, isso segundo Melchor Armenta, especialista em Trading. Dentro das tendências, encontramos 3 tipos principais:

  • Tendência de alta ou alta: Essa tendência se refere à alta dos preços de um ativo de forma sustentada por um determinado período de tempo. Basicamente, é um linha que sobe e sobe continuamente, é por isso que é conhecido como alta ou alta, porque está subindo.
  • Tendência de baixa: Semelhante à tendência anterior, mas ao contrário, a tendência de baixa é de cerca de tendência que diminui em valor de forma constante e sustentada. Em suma, uma tendência que cai ou diminui com o passar do tempo e a depreciação do ativo.
  • Tendência neutra ou lateral: Embora essa tendência seja rara, pelo menos não no mundo de ações e ativos mais voláteis, é importante entender seu conceito. Basicamente é uma tendência em que o valor do ativo é mantido, ou seja, não sobe nem desce.

✨ Ponto dois a analisar: figuras cartistas

Uma das chaves para analisar tabelas e gráficos são os padrões. Figuras ou padrões cartistas são uma série de figuras formadas nos mesmos gráficos, como efeito das tendências. A sua análise é fundamental para saber mais sobre as mudanças do mercado, para isso foram agrupadas nas seguintes categorias:

  • Mudanças de tendência: Essas formações se manifestam quando há uma mudança em uma tendência, por exemplo, se ela sobe, desce e sobe repentinamente novamente. Os padrões mais comuns são: Topo duplo, Fundo duplo, Topo triplo, Fundo triplo, Dia de reversão, Inversão de ilha, Ombro - Cabeça - Ombro, Diamante e Ombro - Cabeça - Ombro invertido, etc.
  • Continuidade ou consolidação de tendência: Ao contrário dos anteriores, que aparecem em tendências ascendentes ou descendentes, esses números aparecem durante tendências neutras ou laterais. Estes nos dizem que lOs investidores estão aceitando o preço dos ativos de maneira favorável.

Embora a análise dos números possa fornecer uma boa visão geral, isso não garante uma interpretação e previsão bem-sucedidas. É por isso que você deve levar em consideração algumas ferramentas de análise técnica, como:

  • Níveis de suporte e resistência de uma segurança: Esses indicadores são os altos e baixos nos quais as cotações são suportadas antes de continuar ou mudar a direção de uma tendência.
  • Indicadores técnicos: Esses dados são fórmulas matemáticas baseadas em dados históricos ativos. Os indicadores mais comuns são: Momentum (MOM), MACD (Convergência / Divergência da Média Móvel), Ichimoku e Heikin-Ashi.
  • Volume: Esses volumes são o número de contratos que retificam ou rejeitam a confiabilidade de uma figura.

Por fim, temos contratempos que são movimentos contrários à tendência natural de um ativo, seja para cima ou para baixo.

✨ Ponto três a analisar: Tipos de gráficos financeiros

Você também deve saber que uma das chaves para o sucesso no cartismo é aprender a ler gráficos. Para fazer isso, você deve saber quais são os principais tipos de gráficos usados ​​no mundo das finanças.

  • Gráfico de linha: Este é o gráfico mais simples de todos, pois é uma linha que une o preço de fechamento atual com o próximo preço de fechamento de um ativo. Sua principal vantagem é que é muito simples, visual e também muito fácil de interpretar.
  • Gráfico de barras: Mais completo que o gráfico anterior, o gráfico de barras mostra os preços de abertura e fechamento, bem como as máximas e mínimas do preço em um determinado período de tempo. Cada uma das barras do gráfico Eles representam o preço do ativo no período de tempo selecionado.
  • Gráfico de velas japonesas ou castiçais: Todo o corpo (vela) deste gráfico representa a diferença entre os valores de abertura e fechamento. As pequenas linhas em cada vela, conhecidas como pavios, representam os preços altos e baixos para o dia do ativo em questão.

✨ Dicas para melhorar seu chartismo

Se o que você quer é aprender a ler gráficos financeiros e tabelas de dados com eficiência, deve levar em conta alguns pontos. A primeira é que a prática leva à perfeição, ou seja, para se tornar um especialista é preciso praticar muito.

A segunda coisa é que a teoria é uma parte fundamental de toda prática, é por isso que você deve ter o conhecimento adequado. Recomendamos que você leia livros e pesquise tudo o que puder para desenvolver sua capacidade de ler e interpretar este tipo de dados com muito mais eficiência.

Canabis

Anuncie conosco

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *